Páginas

Follow by Email

sábado, 30 de agosto de 2014

Castro Marim no seu melhor - Dias Medievais - 2014

Como na rua era proibido estacionar, houve alguém que achou que como faltava uma «pianha» impeditiva de estacionar no passeio, resolveu o problema.

Há dias assim, em que uns acham-se mais espertos que os outros.

Na mesma, Rua São Gonçalo de Lagos, apesar de existir um sinal dizendo que é proibido estacionar, dado que a Rua fica com dois sentidos, continuaram a existir uns espertos, a estacionarem no passeio contrário. Diz o artigo 49º do Código da Estrada que é proibido «parar e estacionar», pois por aqui, as coisas resolvem-se com os carros em cima dos passeios.


terça-feira, 5 de agosto de 2014

O agosto está morno, porém as coisas na praça pública aqueceram

Estava muito quietinho a pensar que durante o mês de Agosto não iria postar coisa alguma, quando no domingo lá pelas 22:30 vem o maioral do BdP dizer que já tinham resolvido o problema do BES transformando no Banco Novo e no BES que terá os activos tóxicos.

A maior parte de nós não sabe lá muito bem o que são os activos tóxicos, que umas vezes podem gerar milhões, mas outras vezes podem fazer-nos perder o milhão investido. Como cá pela casa, não investimos coisa alguma, ficamos a pensar, que raio, para que é que o pessoal vai arriscar num jogo da roleta, que quando o zero resolve cair é tudo para a banca do casino.


sexta-feira, 1 de agosto de 2014

As férias

As férias aí estão. Porém as notícias são todas relacionadas com o BES, o GES e mais que se diga, tudo à volta de uma rede de conhecimentos que pode-se dizer já vem do século passado.

No rádio os noticiários abrem com a Brigada de Trânsito a referir que a fila para o Algarve começa em Lisboa. Na verdade, já há bastante mais trânsito no Algarve, e mesmo no Sotavento Algarvio, a coisa começa a ficar complicada. Quem é da zona, e quer dar um pulo à praia durante o mês de Agosto, tire o cavalinho da chuva, pois ou vai a pé ou de bicicleta, pois que ir de automóvel é coisa que só lhe irá bulir com o sistema nervoso. E para isso, já temos o ano inteiro.