Páginas

Follow by Email

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Campeonato do Mundo de Futebol 2010

Campeonato do Mundo 2010-06-30

À rasquinha Portugal conseguiu seguir para a África do Sul, isto depois de ter conseguido ser apurado. Durante os chamados Jogos de Preparação que os portugueses fizeram, viu-se que é uma equipa de estrelas, Cristiano Ronaldo, Simão, Pepe e companhia, porém o número de golos realizados durante essa preparação sempre foram diminutos. E daí que se tenha avançado para a África do Sul, onde Portugal começou por um empate 0-0 contra uma equipa africana, logo nesse jogo denotava-se que Portugal estava com pouca garra, essa convicção continuou a perdurar após o jogo com a Coreia do Norte em que ganhámos por 7-0, mas sempre em jogadas de contra-ataque. O empate com o Brasil em que Portugal não conseguiu ter a bola nos pés durante a maior parte do tempo, já previa um pouco o que era de esperar contra uma Espanha baseada na equipa do Barcelona, que a época passada, ganhou tudo o que havia para ganhar. Daí que após muita euforia dos portugueses que assistiam aos jogos, nos mais diversos sítios, se sentisse que estávamos a ser perfeitamente toureados pelos espanhóis, olé, olé.
Não sou grande fã de futebol, gosto mais de ver hóquei ou basquetebol, porém uma coisa é certa, equipa que não ataca não ganha, equipa que se limita a defender, corre o risco de sofrer golos. E na minha humilde opinião, foi exactamente isso que aconteceu à equipa das quinas. Não sei se a culpa é do Treinador Carlos Queirós, se a culpa é dos jogadores, mas ver a nossa equipa a ser autenticamente toureado pelos espanhóis, não gostei mesmo nada, é lógico que a história do tempo de posse de bola, aqui neste jogo, os portugueses ficaram a perder, as fífias dadas nos remates de longe, as bolas a passar bastante acima da baliza, enfim a falta de pontaria afinada, veio demonstrar que os jogos jogados à defesa não ganham campeonatos, uma equipa para ganhar, tem que ter um ataque sustentável e instalar-se no meio campo adversário, para conseguir marcar golos, tal não sucedeu. Aliás de cada vez que a nossa equipa começa a jogar no seu meio campo, costumo sair defronte da televisão, pois que mete raiva aquele engonhanço todo, será que eles não percebem que para se ganhar, temos que estar instalados no meio campo adversário?
Estas e outras questões terão que ser levantadas, pois que uma coisa é por uma equipa a jogar contra o Brasil esperando mesmo um empate, outra é arranjar uma equipa para o tudo ou nada, parece-me que por vezes, as escolhas são infelizmente um pouco erradas, faltou nesta equipa a alegria de jogar, daí que tenhamos partido a jogar à defesa e termos sofrido um golo, foi um pequeno passo.
Pelo menos uma coisa estou certo, do OGE não vai sair grande coisa para esta equipa, e daí talvez a administração pública se safe de lhe cobrarem mais uns cobres, porque a equipa nacional ficou mais tempo na África do Sul. Já bastou mesmo Saltillo e Roberto Carneiro, nesse ano longínquo de 1986, que todo o pessoal que trabalhava para o Ministério da Educação e que fez horas extraordinárias, nunca as recebeu, em virtude da verba ter sido cativada para a equipa de futebol que estava a representar Portugal em Saltillo – México. Nessa altura os jogadores fizeram uma espécie de greve, porque os senhores representantes do Futebol Português, comiam primeiro que eles, desta vez o que terá sido?
Postar um comentário