Páginas

Follow by Email

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Ficheiros corrompidos em pdf

Um ficheiro com extensão pdf, deve à partida poder ser lido e aberto por qualquer leitor da Adobe Acrobat Reader, ou pelos programas compatíveis com tal formato.

Sabemos que os ficheiros com extensão pdf, tem como características ao serem visualizados por um editor hexadecimal ser visualizado pelas letras ou números que dão o título ao ficheiro.


Exemplo nº 1 - Diário da Republica, concretamente o Decreto Lei nº 3/2008 de 7 de Janeiro.

O ficheiro PDF começa pelo número da página.

Outros exemplos podem ser apresentados:

Exemplo nº2

Manual da Virtual Box da Oracle.

Porém num documento corrompido, as coisas são um pouco mais complicadas. E normalmente o utilizador tenta por todos os meios abrir o dito documento, isto apesar dos avisos que o próprio Acrobat Reader vai dando.

Exemplo do ficheiro corrompido:

Exemplo nº 3





A situação poderia ficar por aqui, mas como todos nós somos teimosos, normalmente tentamos por todos os meios abrir o documento.

Apesar dos avisos que vão sendo dados, vamos chegar à página que nos mostra efectivamente o que se vai passar, isto em qualquer sistema operativo.



Exemplo nº 4





Ora aqui ao lado vê-se a mensagem que o Acrobat Reader mostra, porém ao sermos redireccionados ao site, descobrimos que o dito Adobe que nos mandam instalar não existe, e que efectivamente já temos as actualizações todas do mesmo.

Estamos em presença de um ficheiro mistério, o qual iremos tentar investigar primeiro o que contém lá dentro e só depois iremos tentar perceber o que correu mal na sua elaboração.
Postar um comentário