Páginas

Follow by Email

quarta-feira, 13 de junho de 2007

Gnome commander também serve

Ainda vou continuar a falar das limpezas no Windows, mas para além deste tipo de limpezas de ficheiros que têm encrencas, os quais podem ser apagados, pelo Explorer do M$, pelo nc.exe, ou por outro utilitário desse género, pois que também se pode trabalhar em ambiente DOS no XP e fazer as coisas à moda antiga, bem mas isso é outra conversa, e talvez sirva para outro post.
Também se pode recuperar certas encrencas no XP através do Gnome Commnder, basta para tal que o ntfs-3g operacional é possível realizar as limpezas e as alterações dos ficheiros que se quer. Pela experiência que tenho, e pode-se dizer que já é alguma, no final do ano passado o disco do pc onde trabalho estava particionado com o Ubuntu Edgy, e um belo dia entrou ou melhor todos os pc's do local onde trabalho foram afectados com tal coisa, que foi o Gestor do Sistema, Firewall, Updates etc, ter ficado corrompido. Depois de muitas voltas e de muitas tentativas para repor o sistema em condições, a solução foi fazer backups dos documentos e dos directórios do XP, que queria preservar, o que se fez pelo Linux, para um DVD e para um ou dois CD's, após isso, instalou-se um disco de 8 gigas para desenrascar e mais tarde um de 20 gigas, no qual está o sistema Ubuntu actualmnente. Normalmente se os jovens que me procuram é informação, procuro-a via Linux, se tenho que cotar provas, tenho que por o Windows a funcionar, mas na maioria do tempo, trabalho no Ubuntu.
Em casa, a história é outra, o Windows XP existe num disco de 120 residente, mas na maioria do tempo, estou via Ubuntu Feisty que reside num HD de 160.
Aliás o Salamander 2.5 que falei no post anterior, testei-o via sudo wine no Linux, tendo visto o seu funcionamento através dessa forma.
No entanto, os troyans e os spywares tem muito que se lhe diga, pois que a maior parte desses bots é que eles alteram ou inscrevem-se no registo do windows, e aí temos de saber exactamente como o bicho se chama, para poder limpá-lo com o «regedit.exe», via linha de comandos do Windows [executar], por outro pode-se utilizar o Registry Cleaner que o Paulo Barata já falou num dos seus posts. Trata-se de um programinha que ajuda na limpeza dos registos do windows.
Por muitos anti-virús que se utilize, e por muito bom que eles sejam, há sempre coisas que entram, e ficam na pasta dos temporários do windows, se elas não fazem mossa no Linux, é porque o sistema está montado de forma diferente, devido a essa diferença, é que parecendo que o meu pc está desorganizado, praticamente não uso os directórios automáticos do Ambiente de Trabalho do Windows, pois que basta uma pequenina intrusão, para ficarmos com essa área afectada, além do que a nova partilha do MSN pode ser muito engraçado a troca de ficheiros, mas corremos o risco de o sujeito com quem partilhamos uma pasta nos enviar uma porqueira, que não saemos exactamente qual é.
Pelos relatos que tenho tido, o Norton e o Panda, são eles que às tantas mandam no sistema, e são bons, para quem não se sabe movimentar dentro dos sistemas, o Kaspersky é bastante bom e dá-nos a maleabilidade suficiente para nos mexermos, mas se só precisamos de um anti-virús ligeiro que trave ataques então prefiro o AVG da Grisoft, note-se que a Grisoft não me paga, e o anti-virús que uso é o free, que no meu caso tem me salvado de algumas porqueiras que entram sem eu saber.
Postar um comentário